Como cuidar de um cachorro idoso

28/09/2018
por Renata Brunelli
Como cuidar de um cachorro idoso

Assim como nós, nossos amigos de 4 patas também envelhecem, é um processo natural que faz parte da vida. Porém, muitos tutores têm dúvidas sobre como tratá-los quando eles entram nessa nova fase.

Confira algumas dicas:

Visite o veterinário com frequência

A cada 6 meses, no mínimo, você deve levar o seu cão em uma consulta, o que é fundamental na vida do bichinho. Com o devido acompanhamento, pode-se diagnosticar e tratar com mais agilidade possíveis doenças, garantir o bem-estar e ampliar a expectativa de vida do cachorro. Nessas consultas, o veterinário analisará, além do comportamento e do aspecto clínico, a alimentação do pet, indicando uma dieta equilibrada e saudável para o seu amigão.

É necessário um cardápio que atenda as necessidades nutricionais e que possua e evite quadros de sobrepeso ou mesmo emagrecimento excessivo.

As rações sênior, por exemplo, são uma boa opção, já que são produzidas especificamente para cães da terceira idade.

Proporcione um local confortável para o descanso

Oferecer conforto para o seu cão dormir é fundamental, seja ele filhote, adulto ou sênior, para que ele tenha um descanso de qualidade.

Porém, nesta última fase da vida é ainda mais importante, já que o cachorro idoso pode apresentar problemas como artrose ou artrite, que afetam suas articulações e limitam sua mobilidade.

Sendo assim, um espaço longe de interferências climáticas, como chuva, frio ou calor e uma cama macia, acolchoada e adequada ao porte dele são essenciais para a qualidade de vida do nosso vovô.

Faça passeios com seu pet

Outro cuidado importante com o cachorro idoso diz respeito aos passeios. Muitos tutores acreditam que por causa da idade os passeios devem ser diminuídos, o que não é verdade.

Os momentos ao ar livre em um parque ou praça, por exemplo, e em sua companhia são muito importantes para exercitá-lo, diminuir o estresse canino e promover o bem-estar.

Lembre-se que os melhores horários para uma caminhada são pela manhã e no final da tarde, quando o clima está mais ameno. Além disso, evite forçá-lo a fazer atividades que exijam muito do seu condicionamento físico. Os exercícios devem estar de acordo com a necessidade e o ritmo do seu Pet.

Invista em brinquedos

Os passeios divertem e proporcionam momentos de interação com novos ambientes, mas também é importante oferecer brinquedos que mantenham o cachorro entretido dentro de casa, especialmente quando você não estiver por perto.

Isso ajuda a impedir que ele manifeste alguns problemas emocionais, como o estresse e a síndrome de ansiedade de separação. Afinal, será uma distração para mantê-lo ocupado por horas e para exercitá-lo.

Agora é só colocar em prática nossas dicas e garantir que seu amigo envelheça com saúde, bem-estar e muito amor!


Banner Blog

Loading...