Como ensinar seu cachorro a não pular nas pessoas

29/03/2018
por Renata Brunelli
Como ensinar seu cachorro a não pular nas pessoas

Nem todos gostam de cães que ficam pulando para chamar a atenção e receber carinho. O problema é proporcional ao tamanho do animal. Enquanto um cão pequeno ou de médio porte alcança desde os nossos joelhos até a cintura, os grandes e gigantes atingem da cintura para cima. Quanto maior o cão, mais desconfortável pode ser o pulo. Um Dogue Alemão, por exemplo, que consegue se apoiar nos ombros de uma pessoa adulta, além de causar desconforto, pode derrubá-la e provocar um acidente.

 
Muitos donos reclamam que seus cães têm este costume. Eles gritam “Não!” ou “Desce daí!”, ou outras frases que fazem muito sentido para uma pessoa, mas que cães não conseguem entender. Algumas destas ações podem encorajar ainda mais este comportamento e, quando isto acontece, eles não aprendem nada.
 
Na verdade, este comportamento pode ser eliminado completamente em apenas uma semana ou até menos e, como sempre, não acreditamos que você precise dizer qualquer coisa. Você deve comunicar a seu cão que este não é um comportamento aceitável, mas não perca tempo tentando fazer isto gritando com seu amigo canino.

Como ajudar seu amigo a não pular nas pessoas >>

 

Com filhotes de até 4 meses

 

A maioria das pessoas se rende aos pulos que o filhote dá sobre as pernas. Exclamam “que fofinho!” ou “ele quer colo!”, e, enquanto isso, o cãozinho aprende que é bom pular nas pessoas.

O problema é que ele cresce, fica maior e mais pesado, e os pulos passam a ser um transtorno.

Para treinar, mostre ao cão o brinquedo ou petisco favorito dele, segurando-o na altura do peito. Aguarde por 10 segundos. Se o cão não pular, recompense. A intenção é mostrar que permanecer com as quatro patas no chão resulta em prêmio. Caso ele pule, dê um passo para traz e vire de costas para ele. Aguarde por 10 segundos e volte a ficar de frente. Repita o exercício desde o início até que o cão permaneça aguardando com as quatro patas no chão. Feito isso, recompense-o.

 

Adulto ou filhote a partir dos 5 meses


Bloqueie com o corpo

 

Assim que o animal pular em você, vire o corpo de lado e/ou estique a perna até pisar no espaço que o cão está ocupando, ou faça um bloqueio com seus quadris, para que as patas do cão não encostem em você. Se ele conseguir te tocar com as patas, o cão já conseguiu o que queria (ele ganha e você perde).
 
Assim que ele cair em quatro patas novamente, você deve dizer “senta!”, e imediatamente agache e comece a lhe dar atenção e carinho. Em breve, ele vai aprender que, se permanecer com as quatro patas no chão, ele vai conseguir o que quer.
 
 
Ignore
 
E se o cão te surpreender e conseguir colocar as patas em você antes que você possa evitar? JAMAIS o empurre para o chão de volta com as mãos. Muitos cães acham que isto significa que você está brincando com eles. Ao invés disso, desvie e ande para longe, sem dar atenção a ele. Não diga nada. Mais uma vez, quando o cão se aproximar e mantiver as quatro patas no chão, faça-o sentar e então recompense seu comportamento.
 
 
Recebendo visitas
 
Para ensinar seu amigo a receber visitas, alguns donos os ensinam a sentar sempre que eles ouvirem uma campainha. Outros ensinam o cão a pegar um brinquedo em vez de pular nas pessoas. Tenha certeza de dar reforço positivo sempre que seu cão fizer a coisa certa. Quando alguém chegar na casa e ele não pular, dê um biscoitinho ou um petisco que ele goste. Ou, então, elogie-o e faça carinho. Ele precisa saber que fez a coisa certa, e não apenas ser punido quando faz a coisa errada. Com paciência e carinho é possível educar seu pet, e com Meu Pet Protegido, ter o apoio necessário quando algo não estiver bem com ele que merece tanto.


Banner Blog

Loading...