Como socializar seu gato

29/03/2019
por Renata Brunelli
Como socializar seu gato

São as primeiras semanas de vida que mais influenciam o comportamento do seu gato quando crescer. Desde como ele reagirá quando for acariciado por você ou outras pessoas, até como se adaptará ao convívio com outros animais. Por isso, o ideal é aproveitar essa fase para preparar seu amigo peludo para a vida adulta.

Devemos entender que, mesmo depois de uma boa sociabilização, alguns gatos tornam-se agressivos, medrosos ou desenvolvem ambos os comportamentos com outros animais e com pessoas. Embora a fase da sociabilização tenha uma enorme influência no comportamento do filhote, não quer dizer que podemos controlar ou determinar o comportamento futuro do Pet. Confira nossas dicas:

Coloque-o em um espaço próprio

Para um gato se sentir relaxado, estável e em casa, é essencial que você tenha um espaço em que ele fique confortável e que se adapte às suas necessidades. O ideal é um lugar aberto em que não haja muitos móveis, com boa ventilação, mas não frio, e onde não haja muitos barulhos.

No local, deve ter comedouro, bebedouro, caixa de areia e brinquedos para que ele se sinta em casa.

Ofereça comida

Alimentá-lo com as mãos fará com que ele se aproxime de você e comece a perder o medo das pessoas, o que mais tarde o ajudará a se relacionar com outras pessoas além dos donos. Tente brincar com a comida quando notar que o seu gato está mais solto, esconda e deixe ele procurar, para finalmente, dar o alimento como recompensa.

Brinque com ele

Estudos demonstram que brincadeiras aproximam os gatos das pessoas. Brincar é, portanto, uma ferramenta importante para facilitar a interação.

A princípio, pode ser um pouco estranho, mas se você souber como escolher as brincadeiras de que gosta, aos poucos o gato se sentirá mais confortável e solto, a ponto de poder brincar sem parar por horas a fio. Evite estimular o felino a morder ou a caçar a sua mão ou pé, use um cordãozinho ou uma bolinha, por exemplo.

Os gatos, assim como os cães, são animais de grupo e que gostam de estar com os outros, apesar de sua natureza independente. Se ele não tem uma família felina para brincar, você é tudo o que resta, e ter um bom relacionamento com você o ajudará a ser feliz, estável e equilibrado.

Hora do banho

Ensina-se o gato a tomar banho nas primeiras semanas de vida. Mas com muito cuidado para não transformar a experiência em trauma. Um erro que quase todos os tutores cometem é tentar dar banho completo em um  gato que nunca passou pelo processo antes. Se você segurá-lo por vários minutos contra a vontade, esfregá-lo, enxaguá-lo e secá-lo, isso, além do pavor que a água é capaz de causar, pode fazê-lo associar o banho a algo terrível. O truque é acostumar o gato às fases do banho antes de fazer por completo, associando a coisas agradáveis, como brincadeiras e petiscos. Antes de molhar o felino, procure acostumá-lo também com a toalha e o secador. Certamente você não gostará de descobrir, no momento em que ele estiver encharcado, que entra em pânico quando o secador é ligado!

Por fim, a mensagem é sempre a mesma, para nossos Pets crescerem felizes, a receita é uma só: basta oferecer carinho, atenção e muito amor!

 

 

 


Banner Blog

Loading...