Horário de Verão: o que muda na rotina dos PETs?

13/10/2017
por Felipe Vital
Horário de Verão: o que muda na rotina dos PETs?

A meia-noite do último sábado, dia 14 de outubro, começou o horário de verão para os moradores das regiões Sul, Sudeste e Centro-oeste do país, incluindo os cidadãos de 4 patas, com focinho e corpos peludos (não, não estamos falando do Tony Ramos); os PETs.

Você já deve ter adiantado os relógios em 1 hora (se não fez, chegou atrasado no trabalho/ escola/ faculdade hoje; faça!). Já notou que agora acorda antes do sol e chega do trabalho com o dia ainda “aceso”. Essa semana, provavelmente, o sono e a fome estão visitando você em horários não habituais; aguente firme.  Vai demorar alguns dias ainda para você entrar nos eixos do novo horário! Será que o mesmo acontece com os cachorros e gatos?

Sim, assim como os humanos, os PETs acabam se habituando a rotina, a rotina da sua família, no caso; alguns decoram a hora que você acorda, chega do trabalho, vai dormir e até a hora da “boia”, tudo isso, sem a ajuda de um despertador, claro. A coisa acontece graças ao relógio biológico, guiado pela presença ou ausência da luz solar.

Com a chegada do Horário de Verão e durante a semana de transição, esse “sistema automático” pode e vai falhar. Não estranhe se o pet estiver sonolento ou pedir a comida em um horário diferente. Latir excessivamente, se mostrar inquieto e ansioso.  Ele sofre tanto quanto você, principalmente, nos primeiros 7 dias de transição.

Para ajudar seu amigo, procure adaptar a rotina à nova referência de tempo, mantendo seus hábitos nos horários normais.

Facilite! Preserve o bom-humor, a saúde e a integridade do seu companheiro animal.


Banner Blog

Loading...