Mitos e verdades sobre os cachorros

26/04/2019
por Renata Brunelli
Mitos e verdades sobre os cachorros

Quem ama e convive com cachorro ou gato, sabe que o universo dos animais de estimação é cercado de mitos. Quando o cachorro abana o rabo, ele está feliz? Cães enxergam em preto e branco?

Vamos desmistificar algumas crenças populares que a maioria das pessoas acredita serem verdades absolutas, mas não são. Vamos lá!

O cão sabe quando você está triste.

Verdade. Sabe mesmo. Segundo estudos, os cães são capazes de reconhecer pela voz quando estamos tristes ou felizes. Não se sabe o que passa na cabeça deles, mas é fato que eles demonstram essa compaixão de acordo com o que estamos sentindo. Então, se você perceber o seu cãozinho mais próximo de você quando está triste, acredite, não é por acaso.

É bom castrar a fêmea.


Verdade. Diversos estudos mostram que em grandes centros urbanos no Brasil, existe um cão para cada 5 habitantes – aproximadamente 10% deles em estado de abandono. A castração previne gestação indesejada e ajuda a controlar a população canina.

Castrando os machos eles deixam de fazer xixi pela casa.

 
Verdade. Uma característica dos machos é demarcar o território com a urina. Se o macho for castrado antes de um ano de idade, ele nem aprenderá a demarcar território na fase adulta. A castração é indicada também para animais adultos que demarcam território urinando pela casa. No caso dos adultos, podem continuar a demarcar território mesmo após a castração por já terem adquirido o hábito, mesmo assim, a castração pode auxiliar a diminuir o odor e a frequência.

Cães de porte grande vivem menos. 


Verdade. De forma geral, quanto maior o cão, menos ele vive.

Cães não enxergam cores. 


Mito. É verdade que os cães não percebem as tonalidades da mesma forma que nós, mas podem distinguir cores como o azul e o amarelo e têm mais dificuldades com as cores quentes, como o vermelho e o rosa. Os cachorros são capazes de discriminar entre diversas cores e isso está comprovado cientificamente.

Podemos alimentar os cachorros à vontade.


Mito. De acordo com especialistas, assim como os seres humanos, o excesso de gordura pode gerar uma série de problemas, colocando em perigo a saúde do seu Pet.

Deve-se castrar a fêmea apenas após a primeira cria.

 
Mito. Ao contrário do que alguns pensam, a cadela não fica “frustrada” ou “triste” por não ter filhotes. Se considerarmos a prevenção de câncer em glândulas mamárias, a castração será 95% eficaz, segundo estudos, se feita antes do primeiro cio. O ideal é castrar o quanto antes.

Cães não podem ficar próximos de bebês.

 
Mito. As crianças que convivem com cães têm menos probabilidades de apresentar alguns tipos de infecções nos ouvidos ou problemas respiratórios do que aquelas que não têm animais de estimação.

Não se deve cortar o rabo do cachorro sem motivo de saúde. 


Verdade. O corte estético é proibido pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária do Brasil, desde 2008.

Cachorros não podem comer chocolate. 


Verdade. O consumo de chocolate por cães pode provocar quadros de intoxicação com sintomas que variam de agitação, diarreia, vômito, hemorragia intestinal e, em casos mais graves, estado de coma ou até mesmo a morte segundo especialistas.

É impossível educar e treinar um cachorro adulto. 


Mito. Educar um cão adulto apresenta vantagens em relação a um filhote. Por exemplo, eles podem dar mais atenção a você e por maior tempo do que um filhote. Além disso, ele é mais tranquilo e poderá entender com maior facilidade seus comandos. Não importa a idade de um cachorro, adulto ou filhote, ele pode aprender exatamente a mesma coisa.


Banner Blog

Loading...