Qual raça combina mais com você?

05/01/2018
por Renata Brunelli
Qual raça combina mais com você?

Amor, companhia, segurança, vida saudável. São diversos os motivos que levam uma pessoa a querer viver com um cachorro por perto. Por isso, é muito importante pesquisar sobre as raças antes de adquirir um pet, pois ele pode não se encaixar na sua rotina e no seu estilo de vida. 

Existem hoje no mundo cerca de 300 raças de cachorros. Quando a gente decide ter um cachorro, muitas coisas devem ser levadas em conta, como tamanho e temperamento, por exemplo, assim como o espaço e o tempo que o dono vai dispor para o animal. Deste modo, existem fatores muito importantes que devem ser pensados com cautela.

Confira algumas dicas de raças que se adaptam aos diversos tipos de donos:

 

Para espaços pequenos:

Raças: Pug, Lhasa apso, Papillon,Yorkshire

Nessas raças, a combinação entre tamanho e temperamento favorece a vida em espaços reduzidos. Como são de pequeno porte, não necessitam de grandes áreas para correr, brincar e gastar energia. Esses cães costumam ser muito tranquilos.

Dica: as fêmeas costumam ser mais tranquilas que os machos e não têm o instinto de marcar território – um pesadelo para quem mora em apartamento.

 

Para famílias com crianças:

Raças: Beagle,Cocker spaniel, Border collie, Golden retriever

Eles são brincalhões, pacientes e carinhosos – ou seja, a companhia perfeita para acompanhar o excesso de energia das crianças. Um detalhe que merece atenção: os Beagles são hiperativos e mais difíceis de serem adestrados.

Dica: é preciso educar a criança para que tenha cuidado nas brincadeiras com o animal. Puxar o rabo, as orelhas ou montar no cachorro pode provocar dor e levar a uma reação instintiva de agressão.

 

Para os alérgicos a pelos:

Raças: Maltês, Bichon frisé, Yorkshire, Cão de crista chinês

Engana-se quem pensa que o motivo das crises é o comprimento do pelo. Para os alérgicos, o problema está na periodicidade da troca de pelagem. Dessa forma, algumas raças de pelagem curta, como Pug e Buldogue, são contra-indicadas, porque perdem muito pelo, principalmente no verão.

Dica: dão trabalho, mas os banhos semanais e a escovação diária reduzem bastante os pelos soltos pela casa.

 

Para não incomodar os vizinhos:

Raças: Buldogue francês, Bichon frisé, Basenji, Whippet

Barulho e cheiro ruim são a causa de muitas reclamações por parte dos vizinhos de donos de cachorros nos condomínios. Animais dessas raças tendem a ser mais calmos e latem pouco. O odor forte também é menor entre esses cães.

Dica: as fêmeas são, em geral, mais silenciosas do que os machos – e a castração, além de deixá-las ainda mais tranquilas, também previne doenças como o câncer de mama e infecções uterinas.

 

Para conviver com outros animais:

Raças: Boston terrier, Whippet, Labrador, Sheepdog 

Dóceis e sociáveis, cães dessas raças dividem a casa com outros animais sem estresse. As diferenças significativas de tamanho, porém, podem causar problemas involuntários, o mais manso dos Labradores pode machucar uma tartaruga enquanto brinca com ela, por exemplo.

Dica: o ideal é estimular a convivência desde filhotes e, no período de adaptação, não deixá-los no mesmo ambiente sem supervisão.

 

Para quem quer companhia para corridas:

Raças: Doberman, Labrador, Pastor-alemão e Galgo

Eles são cheios de energia e o focinho longo facilita a respiração, ao contrário dos cães de focinho achatado, como o Boxer, que tendem a sentir falta de ar durante os exercícios ou no calor excessivo.

Dica: animais também podem ser vítimas de insolação, por isso, eles nunca devem correr sob sol forte. Prefira as temperaturas mais amenas do início da manhã, fim da tarde ou noite.

 

Para quem passa o dia fora:

Raças: Buldogue, Pug, Akita, Chow-chow, Husky siberiano

É óbvio que nenhum cachorro gosta de solidão, mas algumas raças lidam melhor com a ausência do dono. Quem passa o dia fora de casa deve optar por cães de raças mais independentes: eles passam horas sem exigir atenção, mesmo quando o dono está por perto e, para passar o tempo, adoram dormir.

Dica: um treinamento adequado reduz a ansiedade comum aos cães que passam muito tempo sozinhos. Outra dica é ter dois cachorros, para que um faça companhia ao outro.

 

Para casas com grandes jardins:

Raças: Rottweiler, Doberman, Weimaraner, Boxer

A pelagem curta reduz o risco de infestação por parasitas comuns em espaços com vegetação, como carrapatos e pulgas. A má notícia é que filhotes adoram cavar e divertem-se destruindo plantas. A boa notícia é que, depois de alguns meses, eles aprendem a obedecer e a farra acaba.

Dica: escolha um antipulgas de amplo espectro e aplique-os rigorosamente a cada três semanas.

Com a escolha certa, a decisão de ter um cachorro em casa certamente trará muitas alegrias para seu lar!


Banner Blog

Loading...