Você sabe como detectar sinais de doenças no seu cão?

15/02/2019
por Renata Brunelli
Você sabe como detectar sinais de doenças no seu cão?

Nós humanos podemos reclamar quando sentimos uma leve dor de cabeça, enjoo, ou qualquer tipo de mal-estar. Diferente de nós, os cães são resistentes, aguentam dores fortíssimas sem reclamar, portanto, se notar alguma diferença nele, qualquer sinal que for, como falta de apetite,  canseira, febre, dor, indisposição, irritação, tosse, secreção ocular, nasal, genital, ouvidos e até mesmo na pele, observe também se as mucosas estão com a coloração normal ou amareladas e esbranquiçadas, é um sinal de alerta.

Por mais que tenhamos um grande amor pelos nossos cães, muitas vezes, por ignorância, deixamos passar um leve sintoma que poderá agravar o estado de saúde dele, e mais adiante, quando a doença já estiver pior é que perceberemos.

Faça você mesmo alguns exames: aprenda a detectar sinais de doença no seu cachorro

1 - Comece como se fosse procurar pulgas, abra os pelos com a mão e observe se tem algum prurido, descamação, odor,  vermelhidão, lesão, falhas, caroços (tumores) e até mesmo pulgas, carrapatos, bicheiras ou bernes;

2 - Vá para as orelhas e veja se tem algum tipo de odor, prurido, secreção. Observe se ele reclama ou demonstra algum tipo de incômodo quando você mexe, se balança demais a cabeça, coça ou pende para os lados.

3 - Observe a mucosa dos olhos ou gengivas, o que for mais fácil de enxergar, pois em alguns cães é difícil visualizar a cor das mucosas. Se as mucosas estiverem muito esbranquiçadas, pode ser um indicativo de que algo está errado com seu mascote. Veja também, se há alguma secreção nos olhos, nariz e genitais.

4 - Movimente as articulações dos braços e pernas delicadamente para perceber se ele sente alguma dor ao manuseá-las. Veja se as unhas estão crescendo normalmente, algumas doenças como a leishmaniose visceral canina são detectadas por meio de sintomas como o crescimento excessivo das unhas. Observe se o cachorro tem algo estranho nas almofadinhas ou entre os dedos, apalpe o abdome a fim de procurar algum inchaço ou dor.

5 - Verifique se as fezes estão firmes, pastosas ou líquidas, a coloração e o odor, se está comendo como de costume, se tem vomitado com frequência.

6 – Não podemos deixar de fora a insuficiência renal. Doenças renais são comuns, principalmente entre os animais mais velhos. Entre os sintomas, deve-se observar se o animal parou de fazer xixi, ou se está urinando demais, se a urina apresenta sangue, se o cão está com diarreia ou vomitando, se está parecendo depressivo e também se bebe pouca água. A insuficiência renal pode ser crônica ou aguda, por isso é importante consultar um veterinário para diagnosticar o seu cachorro. Quanto mais cedo o diagnóstico, melhor para o tratamento.

Faça estes exames semanalmente ou quinzenalmente e sempre que notar algo diferente na rotina dele.

Muitas doenças possuem sintomas parecidos, portanto, uma confirmação para qualquer doença só poderá ser comprovada por meio de exames específicos, nesse caso, uma consulta com o veterinário é muito importante.

Lembre-se que qualquer coisinha que pareça insignificante deve ser avaliada. Não se esqueça de nenhuma informação e se for preciso anote tudo quando for levá-lo ao veterinário.

Nunca se esqueça que nossos pets nos amam acima de tudo e merecem, além de carinho, atenção e cuidados com sua alimentação e saúde. Nunca deixe seu animalzinho passar frio, dormir fora de um abrigo do sol e da chuva. Mantenha sempre água limpa à vontade e se preocupe com a qualidade de sua alimentação. Cães bem nutridos tem maiores chances de não desenvolver problemas de saúde.

Exercícios físicos são muito importantes para nós e isso não é diferente para nossos amiguinhos de quatro patas. Mantenha exercícios regulares com seu cachorro.  É muito importante que você, desde muito cedo, seja um dono presente na vida do seu cachorro, muitas doenças jamais chegariam a estágios graves se o proprietário estivesse sempre atento ao comportamento e ao corpo de seu peludo, todo detalhe merece ser observado, mesmo que os sinais sejam sutis.

 


Banner Blog

Loading...